Pensões aumentam entre 1 e 1,8 porcento em janeiro

As pensões vão aumentar entre 1% e 1,8% em janeiro de 2018, ligeiramente acima do valor inicialmente previsto pelo Governo, segundo cálculos feitos com base nos valores da inflação publicados hoje pelo INE.

 

inflação média dos últimos 12 meses, sem habitação, referente a novembro, publicada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), de 1,33%, era o indicador que faltava para definir a atualização automática das pensões no próximo ano. O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), que também conta para o cálculo, já tinha sido divulgado.

 

Assim, as pensões até dois Indexantes de Apoios Sociais (IAS), ou seja, até 857,8 euros, onde se inclui a maioria dos pensionistas, aumentam 1,8% em janeiro.

Já as pensões entre duas vezes e seis vezes o valor do IAS (entre 857,8 euros e 2.573 euros) serão atualizadas em 1,3%, enquanto as pensões superiores a este montante deverão ter um aumento de cerca de 1%.

O Governo tinha estimado um aumento das pensões entre 0,95% e 1,7%, mas o ministro do Trabalho, Vieira da Silva, já tinha dito que iria aguardar pelo valor de novembro da inflação, publicado agora pelo INE, para aplicar a atualização, à semelhança do que aconteceu em 2017.

O diploma que define as regras de atualização das pensões e de outras prestações sociais prevê que se tenha em conta o crescimento médio anual do PIB dos últimos dois anos, terminados no terceiro trimestre, e da variação média dos últimos 12 meses do Índice de Preços no Consumidor (IPC), sem habitação, disponível em 10 de dezembro (ou em 30 de novembro, se aquele não estiver disponível à data da assinatura do diploma de atualização).

Segundo dados apresentados em outubro pelo ministro Vieira da Silva, cerca de 3,6 milhões de pensões, que correspondem a um total de 2,8 milhões de pensionistas, serão assim atualizadas em janeiro.

A atualização terá um impacto financeiro de cerca de 357 milhões de euros.

Em agosto, além deste aumento por via legislativa, haverá uma subida extraordinária entre seis e dez euros para pensionistas que recebam, no conjunto das pensões, até 643 euros, consoante tenha ou não existido atualização da pensão entre 2011 e 2015.

Este aumento extraordinário incorpora a atualização de janeiro e será aplicado por pensionista cujo conjunto das pensões não exceda 1,5 IAS, chegando a 1,6 milhões de pessoas.

O custo com o aumento de agosto é estimado em 35,4 milhões de euros, segundo o Ministério do Trabalho.

 

Fonte: e-konomista.pt

Pensões aumentam entre 1 e 1,8 porcento em janeiro

Teremos todo o gosto em ajudá-lo. Faça um pedido de reunião sem qualquer compromisso.

PEDIDO DE REUNIÃO